terça-feira, 8 de maio de 2012

Era da consciência


Rumo a Era da Consciência

Onde estamos? Aonde chegaremos? O que fazer com esse enorme contingente de informações que nos chegam de todos os meios? Como isso nos acrescenta?

A Era da Informação nos trouxe um manancial de informações, óbvio! Informações em tempo real sobre tudo em qualquer parte do planeta, inclusive também fora dele! Hoje conseguimos acessar históricos maravilhosos de civilizações, conhecimentos perdidos, podemos socializar os conceitos de várias culturas com apenas alguns cliques, viajar por lugares sem sair do lugar, não esquecendo de documentários maravilhosos sobre quase tudo, entre tantas possibilidades.

Lembra aquela brincadeira de falar uma frase no ouvido do colega e esta vai sendo repassada para cada um da roda até que a mesma chegue ao autor? Imagine isso em escala mundial...

O fato de estarmos conectados e vivendo num mundo globalizado traz um truncamento nas informações, como também um grande movimento de massa (milhões de pessoas). Muita coisa do que lemos já sofreu uma bruta metamorfose e nos chega com conceitos e julgamentos de cada pessoa ou mídia que a manipulou.

E é exatamente essa demanda de informações que nos chama a atenção para a necessidade de um filtro pessoal. E é à essa escolha por parte de cada pessoa está nos conduzindo para uma "Era de Consciência".

Uma era onde as pessoas assumem a importância de quem são e também a responsabilidade sobre seus atos, passando a filtrar num nível pessoal não somente o que é bom ou ruim mas, pensando num objetivo mais altruísta, o que nos enobrece daquilo que nos limita.

Nosso mundo está se tornando cada vez mais globalizado para que possamos desconstruir nossos julgamentos e conceitos pela interseção de culturas. Todas as verdades são válidas, mas ainda estritamente pessoais, porém estas só serão suficientemente boas se forem flexíveis ao ponto de serem constantemente reformuladas com objetivos de expansão, tal como a tecnologia e a velocidade das informações.

A expansão e o desenvolvimento obtidos nessas últimas décadas é sem precedentes. Mas você concorda que ainda nos falta algo? Mesmo com tanta informação há um sem número de desinformados.

A globalização é maravilhosa para o compartilhar de conhecimentos, para descobrirmos que a diferença entre nós e outros é tão somente a localização geográfica e a cultura local.

Já imaginou que caso tivesse nascido do outro lado do mundo, seus conceitos e idéias atuais seriam totalmente diferentes? Se conseguirmos esse olhar sem fronteiras, a era da informação e a própria globalização terão nos proporcionado um grande avanço na escala da evolução.

Em verdade, cidades, países e continentes não vieram com barreiras ou fronteiras, fomos nós quem as criamos pela simples necessidade de enxergarmos tudo com uma moldura. Porém, ao mesmo tempo que a moldura embeleza, também encerra e delimita espaços.

É preciso que a Era da Informação e a escolha individual por uma realidade melhor nos traga o benefício da visão panorâmica, sem limites, sem lugar para conceitos, 'pré-conceitos' ou julgamentos limitantes. Nossas maiores barreiras atuais são as internas, e não há como quebrarmos o que está fora se não o fizermos primeiramente dentro de nós.

E é assim que a Era da informação dará lugar a Era da Consciência.

------------------------


Sintetizado, simples e direto, o texto.

Por por Monik Ornellas






1 comentários:

Camila disse...

Vale lembrar que a brincadeira do telefone sem fio, a qual o texto se refere, nunca deu certo.
Seria este o entendimento da globalização da comunicação? rs.
Estou pensando.. pensando..

Postar um comentário

fala que eu te escuto: