quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Outros quadrinhos - Lápis Zen

Aqui tem mais: http://outrosquadrinhos.com.br/serie/lapis-zen/

Sensacional! É um melhor que o outro.

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

2014


Tenho me esforçado um pouco mais...

E muitas coisas têm mudado em mim.

Já vem de algum tempo (ou sempre?), mas 2014 se mostrou um ano repleto de descobertas muito bacanas...

Muitas coisas têm me ajudado a mudar minha percepção de mim mesmo, e consequentemente minha visão do mundo...desfazendo pré conceitos, conceitos errados, aberto novas possibilidades, novas perspectivas...novas esperanças...


-  Tenho realizado sempre que possível, pequenos passeios por várias cidades. Simplesmente pegar o carro e ir. Literalmente desconectar da internet, levantar a bunda do sofá e ver a vida real ao vivo. Também algumas pelo trabalho formal ou também viajando com a banda. E todas as experiências foram especiais. Todas foram visitas breves, porém que já deixam uma marca na gente. Um fragmento na memória. Brasília, São Thomé das Letras, Embú das Artes, Florianópolis, Goiânia, Caraguatatuba, Bertioga, Paranapiacaba, São Vicente, São Sebastião, Jaraguá do Sul, Santa Maria, Curitiba, Três Corações e algumas outras. Só de sair de uma mega metrópole como São Paulo, já percebemos realidades diferentes, percepções diferentes, enfim, mais calor humano, mais solidariedade, mais amizade...Da grande maioria desses lugares citados, só trouxe comigo sentimentos e ensinamentos bons...;

- Experimentar comidas diferentes também só nos enriquece. Mexicana, Árabe, Chilena, Mineira...do amigo, da amiga...todas com suas riquezas e peculiaridades; que venham mais Ceviche, Guacamole, Babaganuche, Pastel de Choclo...;
 
- Aprender a cozinhar também é incrivelmente inspirador e porque não, terapêutico? E dá-lhe nóz moscada, cheiro verde, cebolinha, mostarda, coentro, pimenta do reino, salsinha, peixes, caldos, e o que vier para enriquecer;

- Músicas de todas as vertentes possíveis passaram pelos meus ouvidos: Tim Maia, Ed Motta, Metallica, Lorde, Phoenix, Rod Stewart, Bob Marley, Racionais Mc's, Bruce Springsteen, Atoms for peace, Raul Seixas, Eels, The Zombies, Mohamed Mounir, Chet Baker, Death Cab for Cutie, Marisa Monte, of Montreal, e dezenas de outras, novas ou velhas, brasileiras ou gringas, não importa. Se eu não conheço bem, vou procurar ouvir. Tudo isso só me surpreendeu de maneira positiva;

-  Acho que bati disparado o meu recorde de livros lidos num ano. Estou até com dificuldades de lembrar de todos. Vamos ver...O Lobo da Estepe, O Macaco e a essência, Novembro de 63, Sob a Redoma é deste ano? Doutor Sono, Coisas Frágeis, Sandman, O Torreão, Biografia do Cliff Burton....é...não vou lembrar nem metade e não estou na minha estante agora...;

- Gaudí;
- Filmes diversos;
- Shows;

- Quando possível, sempre acompanhando, um breja bacana, só para aguçar mais um pouco...hehe


E bora para mais um ano de descobertas. Com a arte em todas as suas formas sempre me auxiliando a desvelar o mundo e a mim mesmo. Ontem mesmo Yuri me perguntou: - Papai, o que é convicção? - É alguém acreditar ou ter certeza sobre alguma coisa, respondi. - E você tem certeza de tudo? - Não Yuri, não tenho certeza sobre tudo. Foi minha sincera resposta para ele. Não sei se um dia saberemos de tudo, mas correr atrás de algo aparentemente infinito é que torna essa viagem emocionante e nos faz ver como somos pequenos e ao mesmo tempo grandes. Pois fazemos, em todos os sentidos, parte de algo muito maior. Somos o que comemos, somos o que expressamos, somos a sociedade, o planeta...