quinta-feira, 5 de maio de 2011

Vou te levar

Pensar em tudo que se passou, Que se pôde sonhar e não realizou A vida tentando escapar,Mas não por agora Ao mesmo tempo tanta coisa se amou, Se refez, se perdeu, se conquistou, Retratos estampados do nosso amor, Em preto e branco, pregados na parede, Revelando pra sempre a gente, Nosso orgulho um do outro, Olhando pra lente como quem dissesse "não queremos mais nada nesse mundo" E que me lembrasse a cada instante Que valeu a pena cada lance, E que valerá, tenha certeza, pra toda a vida Vou levar, vou te levar, Pra onde for, vou te levar Vou levar, vou te levar, Pra onde for, vou te levar Pensar em tudo que se passou, Que se pôde sonhar e não realizou A vida tentando escapar,Mas não por agora Ao mesmo tempo tanta coisa se amou, Se refez, se perdeu, se conquistou, Retratos estampados do nosso amor, Em preto e branco, pregados na parede, Revelando pra sempre a gente, Nosso orgulho um do outro, Olhando pra lente como quem dissesse "não queremos mais nada nesse mundo" E que me lembrasse a cada instante Que valeu a pena cada lance, E que valerá, tenha certeza, pra toda a vida Vou levar, vou te levar,Pra onde for, vou te levar Vou levar, vou te levar,Pra onde for, vou te levar -------------------------------------------------
As emoções humanas, as tristezas e as singelas e breves alegrias são tudo mesma coisa. Tudo se repete e todo mundo sente o mesmo. Um tédio. Um vale a pena ver de novo sem fim. Todo mundo briga pelo mesmo. E conquista coisas para depois abandonar, sem valor. Tipo...quando com fome, devora a comida como se fosse a melhor do mundo (e é), e depois de saciada, apaga a bituca do cigarro no que sobrou do purê...O valor das coisas só depende do que a gente precisa no momento da ânsia, da necessidade. Para reviver passados e depois almejar um futuro igual....reviver, reescrever...o presente nunca existe. E quem quer tentar viver isso só se fode. É enxugar gelo, dar murro em ponta de faca.
Essa letra e música do Lobão só reforça isso. A gente acha bonita pq somos tudo farinha do mesmo saco. (Quer dizer, tem gente que prefere funk carioca). Mas dá tudo no mesmo.

Sabe que eu achei que tinha enjoado de música? Tava escutando só músicas clássicas ultimamente. O rock e pop me cansaram... mas às vezes a gente descobre uma música bonita com uma interpretação honesta e abre um sorriso. Enfim...para mim, ela é a melhor coisa em todos os sentidos, que já saiu do famigerado acústico mtv... tem arranjos de cordas bem feitos e o Lobão berra (uiva?) como um Billy Corgan.

1 comentários:

tiemi disse...

Ao mesmo tempo que as coisas parecem ser tão iguais, acho que ninguém conseguiu dizer ainda a fórmula do 'como viver'. E é por isso que não concordo com os tais clichês: cada um sabe da sua dor e da sua alegria, e faz o que pode pra se manter respirando.

De uns meses pra cá, tenho estado que nem você - não ouço um álbum novo há muito tempo... Mas vou ouvir essa do Lobão.

Escrever é bom... Publicando ou não, não pára, não. ;)

Postar um comentário

fala que eu te escuto: